Diabetes por Rubem Alves

Texto retirado do fantástico livro de Rubem Alves “Do universo à jabuticaba”… não poderia expressar melhor o que penso e sinto, por isso partilho com vocês! Um agradecimento especial ao meu amigo André, que carinhosamente lembrou de mim ao ler isto.

Eu sou diabético. Doença danada igual ao cupim. O cupim entra na madeira e vai comendo por dentro, roendo, fazendo túneis, esburacando. Do lado de fora a gente não percebe. Aí chega um dia em que a madeira vira farelo.

Assim, é o danado do diabetes. Os sintomas quase não aparecem, do jeito mesmo que acontece com o cupim. Por não ter sintomas a gente acha que está tudo bem. Mas o cupim, escondido, está roendo.

Diabetes não tem cura. É doença crônica. Doença crônica é uma doença que requer cuidados até a morte. Mas não se apoquente. A vida também é doença crônica que exige cuidados até a nossa morte. Todo dia você tem de comer, beber, respirar…

O diabetes é uma perturbação no sistema de transporte do sangue. O sangue não consegue transportar o açúcar para seu destino, que são as células. O  trenzinho que transporta o açúcar para as células tem o nome de insulina. Açúcar é vida para elas. Como o trenzinho está emperrado, o açúcar fica girando em falso, sem chegar ao seu destino. É por isso que a taxa de glicemia, isso é, da quantidade de açúcar no sangue, sobe.

Se você se cuidar, os cupins não conseguirão fazer o seu trabalho. São três os cuidados básicos:

Tome os remédios que o médico manda. Não vá acreditar no que dizem os sabichões que palpitam que diabetes se cura com chá de não sei o quê. É mentira. Temos de nos valer dos remédios da farmácia.

É preciso manter o tráfego do açúcar desimpedido. Muitas das coisas que comemos, mesmo  que não sejam os deliciosos doces e bombons, se transformam em açúcar quando entram na circulação.. Batatas, pastéis, macarrão, mandioca, feijão, pão ( pão com manteiga é tão bom!), cerveja, uísque. Não é para você parar de comer estas delícias. É só comer menos e com cuidado. Se você comer em demasia, o tráfego fica entupido, a glicemia vai para as alturas. Sei que é difícil, mas aprenda a comer menos. Para ganhar força nesta disciplina terrível, lembre-se de Ghandi! Ele jejuava sempre. E teve boa saúde até o fim da vida. Comer pouco faz bem à saúde. Seu estômago, acostumado a comilanças, vai protestar e roncar. Quando isso acontecer, faça um lanchinho: um naco de queijo e uma fruta. Com o tempo você vai se acostumar. Emagreça. Gordura e diabetes andam de mãos dadas. Agora, se você quiser morrer antes da hora, continue a comer como sempre comeu. O diabetes adora os gulosos! Morrer não é nada. O terrível é quando é preciso amputar uma perna ou vem a cegueira.

Caminhar todo dia, se possível. Pelo menos 45 minutos. As caminhadas ajudam a diminuir o açúcar no sangue, além de dar uma sensação gostosa no corpo.

É uma bela manhã. Medi meu diabetes no aparelhinho. Não gostei do número que apareceu. Já tomei o meu remédio e agora saio para uma caminhada. A vida é boa! Longa vida é o que desejo para você e para mim!”

Rubem Alves

Sim, são meus desejos para você , para mim e para este bebê que está crescendo em meu ventre! Longa vida, e uma longa e saudável vida !

Beijos

Elisa

Anúncios

2 pensamentos sobre “Diabetes por Rubem Alves

  1. Elisa, já expressei antes o meu carinho pelos textos de Rubem Alves, mas a idéia hoje é demonstrar o carinho pelo cuidado com você mesma…

    Assim como ele escreve, a diabetes é sim um dos desafios da vida, e dificil eu sei, mas quem disse que a vida seria fácil?

    É bom poder notar que apesar das dificuldades, você vem lidando com a diabetes como um ponto da sua vida, pois você é muito mais do que essa chatisse de doença cronica…

    Quanto a esse tesouro que cresce em seu ventre, só trará experiencias e vivencias ricas em sua vida… Então curta, pois passa muito rápido e esse pequeno ser vai se orgulhar quando puder notar que a mãe vem lidando com os desafios de cabeça erguida e cheia de força.

    Um beijo grande e estou aqui torcendo de longe, acompanhando um pouquinho de toda essa batalha com carinho por você. Adoro seus textos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s